Ômega 3-6-9 360 cápsulas

Ômega 3-6-9 360 cápsulas

Comprimidos Prevenção de Doenças Cardiovasculares
  • R$ 549,00 R$599,00
  • 10x de 54,90 sem juros
  • R$521,55 no boleto bancário
- +
  • Descrição


Ômega 3-6-9


Ômega 3-6-9 é um suplemento composto pela combinação de: óleo de peixe, óleo de borragem e óleo de sementes de linhaça que são ricos em ácidos graxos essenciais.

O Óleo de Peixe, é rico em Ômega 3, sendo importante na prevenção de doenças cardiovasculares e combate doenças relacionados a baixo nível de ácido graxo no organismo, como depressão, acne e dermatite atópica.

O Óleo de Linhaça é rico em Ômega 6, Ácido Alfa-Linolênico (precursor de Ômega 3) e Liganas. O Ômega 6 e o ALA desempenham função anti-inflamatória em nosso organismo. Já as liganas, diminuem os sintomas da menopausa por atuar de forma semelhante ao estrógeno e também tem ação protetora cardíaca.

O Óleo de Borragem é rico em Ômega 9, importante na função anti-inflamatória.

 
Ingredientes


Ácido eicosapentaenóico (EPA) 160mg, Ácido docosaexaenóico (DHA) 100mg e Proteínas 0,4g.


Não contém glúten.

Recomendações de uso

Ingerir 2 cápsulas ao dia.

Cuidados de Conservação

Conservar ao abrigo da luz, calor e umidade. Esta embalagem foi selada para sua proteção. Não utilize o produto em caso de violação. Consumir este produto conforme a recomendação de ingestão diária constante na embalagem.


Produto dispensado de registro na ANVISA conforme a RDC 240/2018.

Avaliações

(9 comentários)

Produtos relacionados

Dicas de Saúde

Ômega 3, 6 e 9 o que é?

Este é um suplemento composto por óleo de peixe, óleo de linhaçae óleo de borragem. Este complexo de ácidos graxos se complementam, fornecem ômega 3, ômega 6 e ômega 9, de uma forma diversificada.

O ômega 3 é considerada uma gordura poli-insaturada essencial, pois não produzimos, fundamental para o organismo.Seus principais componentes são: o ácido alfa-linolênico (ALA), o ácido eicosapentaenóico (EPA), e o ácido docosahexaenóico (DHA).Já que nosso corpo não produz, para adquiri-lo é necessário ingerir alimentos fontes destes nutrientes ou suplementos alimentares.

Existem vários tipos diferentes de ácidos graxos ômega 6, que também faz parte das conhecidas como gorduras boas. Ele também não é produzido pelo organismo, e por este motivo, deve ser adquirido por meio da ingestão de alguns alimentos determinados. Mesmo não sendo tão conhecido quanto o ômega 3, esse acido graxo também é importante para o metabolismo, pois ele incentiva o desenvolvimento celular.

O ômega 9, muitas das vezes chamado deácido oléicoque um ácido graxo de cadeia longa, é um ácido carboxílico, tambémé rico em lignanas, estas substâncias agem de forma semelhante ao estrógeno no corpo humano, e é muito indicado para mulheres que sofrem com os sintomas de TPM e menopausa.   

Para que serve o ômega 3, 6 e 9?

Pesquisas tem mostrado que essas ‘’gorduras do bem’’ são capazes de beneficiar a saúde em vários aspectos, dentre eles controlar reações inflamatórias e controle dos níveis de colesterol e triglicérides. Desta maneira, podem ser auxiliares no tratamento de doenças cardiovasculares, psoríase, artrite, etc. Estudosrealizados recentemente relacionam o uso do DHA (composto presente no ômega 3)em melhorar mal de Alzheimer, sintomas de depressão e distúrbios de comportamento, como déficitde atenção e hiperatividade.

Os ácidos graxos ômega 6 oferece diversos benefícios à saúdeeprecisam estar em perfeito equilíbrio com o ômega 3, uma vez que o organismonecessita deste ácido graxo para trabalhar corretamente. Entre as principais funções que pode auxiliar, estão a síntese hormonal; correto funcionamento do sistema imunológico; formação das membranas celulares; adequação formação da retina; e o funcionamento neuronal e a transmissão dos impulsos nervosos; hipertensão artéria, doenças cardíacas; osteoporose; tambémexercem uma função de destaque na conservação da pele e outros epitélios;

O ômega 9 é um ácido graxo essencial, desempenha um papel fundamental na síntese dos hormônios, além de participar do metabolismo, além de também estar relacionado a níveis de triglicerídeos mais saudáveis, ajudar na diminuição dos níveis de colesterol total sanguíneo, LDL (colesterol ruim) e, ainda, aumentar o HDL (colesterol bom).Além de tudo isso, é altamente anti-inflamatório pois tem alto poder antioxidante, o que pode reduzir a oxidação através da inibição da peroxidação dos lipídios, o que está diretamente relacionado a doenças coronarianas, no envelhecimento e no câncer.

Como usar o ômega 3, 6 e 9?

A dose recomendada da ingestão de ômega 3, ômega 6 e ômega 9, vai de acordo com o fabricante, pois podem mudar de acordo com a marca, mas pode variar de 1 a 3 cápsulas por dia, visto que a dose necessária desses ácidos graxos varia de pessoa pra pessoa.

Não podemos deixar de ressaltar que, geralmente o ômega 3, é o mais necessário para suplementação dentre todos eles, e deve estar presente em maiores quantidades, devido ao fato que o ômega 6 é facilmente encontrado na alimentação e o ômega 9 é produzido pelo organismo dos seres humanos.

Desta forma, um indivíduo necessita em média de 1000 mg de ômega 3 por dia, visto que a sua quantidade costuma ser, em média, o dobro da quantidade de ômega  6 e ômega 9. Além de tudo, os suplementos mais indicados são aqueles que contêm maiores quantidades de ácido eicosapentaenóico (EPA) e ácido docosahexaenóico (DHA) em sua composição.

Quais alimentos que contem ômega 3, 6 e 9?

Veja abaixo os alimentos em que podemos encontrar cada tipo de ômega:

Ômega 3:

- Peixes de águas profundas e geladas, como sardinha, atum, salmão, anchova;

- Semente de linhaça

- Oleaginosas (nozes, castanhas);

Ômega 6:

- Óleo de soja;

- Óleo de canola;

- Óleo de milho;

- Sementes de gergelim;

- Manteiga de amendoim.

Ômega 9:

- Azeite de oliva;

- Abacate;

- Amêndoas

- Azeitona;

- Peixes.

Pesquisas começaram a ser realizadas sobre a importância da ingestão de ômega 3 seus derivados (ômega 6 e ômega 9)para a saúde humana, devido aos esquimós, pois cientistas observaram uma incidência curiosamente baixa de desenvolvimento de doenças do coração nesta população que viviam na Groelândia, apesar de sua alimentação conter um teor elevado de gordura. O segredo estava na alimentação deles, que consistia em uma alimentação rica em gorduras insaturadas ômega 3. A partir daí vários estudos começaram a ser realizados, confirmando que indivíduos que consomem mais peixes, tem menor incidência de desenvolver doenças cardíacas.

Estudos realizados recentemente mostraram que o consumo regular e frequente de ômega 3 ajuda a melhorar a memória e a concentração; melhorar a motivação; melhoraras habilidades motoras; neutralizar o estresse; aumentar a velocidade de reação; prevenir doenças degenerativas cerebrais. Além do cérebro e do coração, existem vários benefícios em consumir o DHA e o EPA, um deles é reduzindo o risco de depressão pôs parto, e mudanças de humor, tudo isso faz melhorar a saúde durante e após a gravidez. O DHA é ótimo para crianças, pois auxilia o desenvolvimento visual e cognitivo.

A ingestão de EPA e DHA também reduz os sintomas de dislexia, e alguns sintomas de aprendizagem, coordenação desordenada e comportamento em crianças.

Os benefícios para os adultos incluem redução do risco de esquizofrenia, depressão, hipertensão e doenças inflamatórias, dentre elas podemos citar a artrite reumatoide, doença inflamatória do intestinal e asma, ataque cardíaco e outras doenças do coração. Podemos citar outros vários benefícios como a redução do risco de demência, deterioração mental e degeneração macular relacionada à idade. Esta quantidade elevada de benefícios é baseada em estudos focados principalmente em algumas condições desaúde, como desordens inflamatórias (inclusive artrite, eczema, doença autoimune, psoríase), depressão, câncer, asma e lúpus. Contudo, estão sendo realizadas várias outras pesquisas com esses ácidos graxos, para outras variedades de condições, desde desordens de concentração, sono, ansiedade, resposta autoimune, sistema imunológico e etc.

Vários estudos apoiam o consumo de ômega 3, ômega 6 e ômega 9 como uma pratica terapêutica saudável associada para promoção e prevenção da saúde cardiovascular e de outras doenças crônicas não transmissíveis e doenças degenerativas.