Cadastre-se ou faça Login
Ômega 3 Concentrado - 12 Meses Ômega 3 Concentrado - 12 Meses Ômega 3 Concentrado - 12 Meses

Ômega 3 Concentrado - 12 Meses

  • R$ 849,00 R$899,00
  • 10x de 84,90 sem juros
  • R$806,55 no boleto bancário

INSIRA O CEP PARA CALCULAR PRAZO E FRETE


Ômega 3 Concentrado

O Ômega 3 Concentrado Saúde Garantida possui em sua cápsula uma alta concentração de EPA e  DHA que são fontes de gorduras boas, e como o organismo não produz os ácidos graxos essenciais, é necessário obter através da suplementação.

Associado á uma alimentação saudável, o Ômega 3 concentrado auxilia na manutenção de níveis saudáveis de triglicerídeos e traz diversos benefícios à sua saúde.

Ingredientes

Ácido eicosapentaenoico (EPA) 540mg e Ácido docosaexaenoico (DHA) 360mg.


Recomendações de uso

Ingerir 1 cápsula 3 vezes ao dia, preferencialmente antes das principais refeições.


Cuidados de Conservação

Conservar ao abrigo da luz, calor e umidade. Esta embalagem foi selada para sua proteção. Não utilize o produto em caso de violação. Consumir este produto conforme a recomendação de ingestão diária constante na embalagem.


Registro no Ministério da Saúde n°6.6701.0003.001-9

Avaliações

(10 comentários)

Produtos relacionados

Ômega 3 Concentrado | 1 Unidade

Ômega 3 Concentrado | 1 Unidade

R$119,00 R$129,00
Ou 10x de 11,90

Ômega 3 Concentrado - 3 Meses

Ômega 3 Concentrado - 3 Meses

R$357,00 R$369,00
Ou 10x de 35,70

Ômega 3 Concentrado - 6 Meses

Ômega 3 Concentrado - 6 Meses

R$549,00 R$599,00
Ou 10x de 54,90

Ômega 3 Concentrado - 9 Meses

Ômega 3 Concentrado - 9 Meses

R$749,00 R$769,00
Ou 10x de 74,90

  •  
  •  
  •  
  •  

Dicas de Saúde

Ômega 3, o que é?  

O ômega 3 é um tipo de ácido graxo polinsaturado que é encontrado na natureza, em peixes de águas profundas e frias, e também em algumas sementes de plantas por exemplo. Ele é muito importante para os seres humanos, porem o nosso corpo não o produz, e por este motivo é preciso consumi-los por meio de alimentos e por suplementação.

Existem três tipos dele:

- Ácido docosahexaenoico (DHA): encontrado principalmente nos peixes de águas geladas;

- Ácido eicosanpatenoico (EPA): contidos nos peixes;

- Ácido Alfa-Linolênico (ALA): gordura de fonte vegetal encontrada na linhaça, oleaginosas (castanhas) e chia, além de algas.

- Ácido estearidônico: presentes nos óleos de prímula, borragem, echium –disponíveis em forma de suplementos.

Para que serve o ômega 3?

O ômega 3 serve para que diversas funções metabólicas funcionem bem. Ele também é indispensável para quem pratica atividade física, pois ajuda a regenerar o desgaste muscular, auxiliando no rendimento durante s treinos. Ele também contribui para a hipertrofia e desenvolvimento muscular. 

Entre outros vários benefícios do ômega 3, podemos citar seu poder e ação anti-inflamatória. O estilo de vida atual coloca os seres humanos frequentemente a exposição de estresse, poluentes, agrotóxicos, má qualidade alimentação em conjunto com a falta de atividade física, todos estes fatores que facilitam ainda mais os processos inflamatórios. Com isso, muitas doenças crônicas não transmissíveis surgem decorrentes destes quadros, e essa gordura é potencialmente benéfica para preveni-las

Este nutriente encontrado em baixos índices no organismo foi relacionado com enfermidades cardiovasculares, artrite reumatoide, alguns tipos de câncer, doenças degenerativas e oculares, dentre outras.

Ômega 3 funciona?

O Instituto de Saúde dos Estados Unidos (National Health Interview Survey), em 2012, concluiu que o ômega 3 é um dos suplementos mais consumidos e a razão de tanto sucesso, foram os primeiros estudos científicos que declaram que ele é anticâncer, protetor do coração e anti-inflamatório, além de promotor da saúde mental, cerebral e ocular. E claro, com tantos benefícios, rapidamente o suplemento passou a ser o elixir da vida saudável e da longevidade.

Contudo, em julho de 2018 o respeitável grupo Cochrane, formado por pesquisadores que avaliam evidências científicas, publicou alguns resultados da observação de cerca de 80 estudos sobre os efeitos do ômega.

Confira as principais conclusões:

- O ômega pode reduzir os triglicérides;

- O consumo de peixes e fontes vegetais de ômega 3 é eficaz na prevenção de alguns casos de doenças cardiovasculares.

- Para pessoas que não comem peixes, ou por serem vegetarianas ou vegânas, ou por não tolerarem os alimentos fontes dos mesmos, a suplementação pode ser benéfica e protetiva das doenças cardiovasculares;

Como usar o ômega 3?

Os especialistas costumam seguir uma regra geral ditada pela Organização Mundial da Saúde OMS, dirigida à prevenção de doenças crônicas ligadas a dietas, que é entre 1 a 2 porções de peixe por semana. Caso a pessoa não goste de peixe, ou seja, vegetariano a indicação é que consuma diariamente linhaça ou chia pulverizadas sobre saladas, saladas de frutas, iogurte, smoothies, além de incluir em lanches diários oleaginosas como castanhas, nozes e etc.

Contudo, evidencias mostram que através somente da dieta é muito difícil alcançar as quantidades recomendadas do nutriente, por isso o ideal é que se faça a suplementação em capsulas.

O melhor horário indicado para tomar o ômega 3 é antes, ou após as refeições, pois nestes horários a absorção é melhor, por conta dos alimentos ingeridos.

A "American Heart Association" recomenda a ingestão de um grama de óleo de peixe diariamente.

Composição do ômega 3

O Óleo de Peixe (ômega 3)tem em sua composição o DHA (Ácido decosahexanóico) (12%) e EPA ( Ácido Eicosapentanóico) (18%), possui também (ALA) ácido alfa-linolênico. Estas concentrações podem variar dependendo do tipo de peixe de água fria.

Alimentos que contem ômega 3

Como já dito anteriormente, a maior e principal alimento fonte de ômega 3 são os peixes de águas profundas e geladas, e dentre as espécies de mais fácil acesso são:

- Sardinha

- Corvina

- Pescada

- Salmão (selvagem)

- Atum

- Caranguejo

Agora vamos citar algumas fontes de origem vegetal.

- Chia

- Linhaça (semente e óleo)

- Oleaginosas (nozes, castanhas).

Não existe restrição para estes alimentos, mas vale lembrar, como já dito anteriormente, que eles apenas, muitas das vezes, não são suficientes para se atingir a quantidade necessária de ômega 3 diária, necessitando assim de uma suplementação extra.

Estudos científicos apontam que as alterações na função imune desempenham um papel importante na recorrência de tumores em hospedeiros ou metástase, e um sistema imunológico baixo, pode causar difusão acelerada das células tumorais. Por este motivo é de grande importância clinica melhorar o estado nutricional e a função imunológica de pacientes com câncer.

Cientistas observaram que o principal componente nas gorduras tradicionais comumente utilizadas são os ácidos graxos ômega 6, que quando não são ingeridos nas quantidades adequadas, podem prejudicar o sistema imunológico, além de aumentar inflamações. Em contrapartida, o ômega 3 melhora o sistema imunológico e diminuem as respostas inflamatórias.

Alguns especialistas têm afirmado que os resultados desses estudos, confirmaram que a intervenção precoce com ômega 3 em câncer gastrointestinal pode melhorar a resposta pós-operatória da função imunológica, como também pode aumentar o efeito curativo no pós-operatório e reduzir a reação inflamatória.

Outros estudos sugerem que o ômega 3 ajuda a diminuir os riscos de doenças cardíacas, protegem contra sintomas de depressão, demência, câncer, dentre outras várias doenças como diminuição do colesterol ruim (LDL) e aumento do colesterol bom (HDL), além de auxiliar a controlar os níveis de colesterol total e triglicerídeos; ajuda na artrite reumatoide, pois reduz os sintomas de dor nas articulações causados pelas inflamações; Alzheimer pois auxilia na melhora das funções cerebrais; Auxilio no controle da hipertensão, pois ajuda a regular a pressão sanguínea; o ômega 3 também tem sido muito utilizado em crianças  pois têm poder de melhorar o cérebro das mesmas. Devido a este fato a Academia Americana de Pediatria recomenda alimentação rica com a ingestão de peixes, desde que não seja empanado ou frito, com cuidados com os ricos em mercúrio, como peixe-espada e tubarão. Além disso hoje já se é possível encontrar suplementos de ômega 3 em cápsulas específicos para os pequenos.